Sufrágio

7 de ago de 2011

A Terra é um Vale de Lágrimas.

Diariamente sobe dos nossos lábios até à Virgem Santíssima esta súplica filial : " A vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas". É uma grande verdade. Para nós a terra é um vale de lágrimas. Como uma procissão interminável de peregrinos, os homens vão serpenteando por este mundo. Cada um, pequeno ou grande, pobre ou rico, novo ou velho, homem ou mulher, tem de levar a própria cruz aos ombros. Vai percorrendo com ela as estações da vida, até chegar ao fim.
Porque ao fim chegamos todos......
Mas neste mundo tudo passa, não é uma loucura edificar a nossa vida sobre o que é transitório? Não ouves na tua própria casa como o tempo vai serrando incessantemente a árvore da tua vida? Quantas oscilações executa o pêndulo do relógio de parede tic-tac, tic-tac outras tantas realiza a serra que vai cortando a árvore da tua existência. Pode haver homem tão néscio que queira levantar para si um lindo palácio, uma casa com muitos andares, uma moradia esplêndida sobre a areia, sobre a terra movediça? Eternidade!....... sim, é a armação de ferro. Eternidade!.....sim, é o alicerce sobre o qual posso edificar com segurança. 
O oceano do tempo vai arrastando incessantemente os blocos de gelo da vida. Mas nós temos um parapeito resistente, a que nos podemos segurar contra as vertigens. É a fé na vida eterna. E se for capaz de escutar, com semelhantes pensamentos, as advertências da morte, no momento da despedida verificar-se-á também em mim a promessa do Salmo : " Quem se acolhe ao asilo do Altíssimo, descansará para sempre sob a protecção de Deus do Céu. E dirá ao Senhor : Vós sois o meu amparo e refúgio : o meu Deus em quem esperarei.(Salmo, 90,1-2)

4 de ago de 2011

O Sentido da Vida.

Se perguntássemos a um moribundo: "que epitáfio devemos colocar em seu tumulo?" ele responderia: "aqui está um insensato que saiu deste mundo sem saber como nele entrou". Há muita gente que saiu deste mundo sem saber como entrou". Há muita gente que saiu deste mundo sem saber o objetivo de sua vinda e não se preocupou com isso. Não podemos fazer a mesma coisa.
Há muitos cristãos que não sabem o que estão fazendo neste mundo.
- Por que, ó meu Deus, me pusestes no mundo?
- Para salvar-te.
- E por que quereis salvar-me?
- Porque te amo.
Deus nos criou e nos pôs no mundo porque nos ama. Para salvar-nos é preciso conhecer, amar e servir a Deus. Que vida maravilhosa! Como é belo, como é grande conhecer, amar e servir a Deus! Não temos outra coisa a fazer no mundo. Tudo o que fazemos fora disso é tempo perdido.
As pessoas do mundo dizem que é muito dificíl salvar-se. Ao contrário, não há nada mais fácil : basta observar os mandamentos de Deus e da Igreja, evitar os sete pecados capitais; ou, se preferir-se: fazer o bem evitando o mal...
Eis uma boa regra de conduta: não fazer senão aquilo que podemos oferecer a Deus. Porém não podemos oferecer-lhe maledicência, calúnias, injustiças, cóleras, blasfêmias, espetáculos. Ai de nós se só fizermos isso no mundo! É necessário trabalhar neste mundo, é necessário combater. Teremos toda a eternidade para descansar. Deveríamos fazer como os pastores que estão fora durante o inverno ( e a vida é um inverno bem longo ) que fazem fogo e, de tempos em tempos, correm por todos os lados procurando lenha, a fim de alimentar esse fogo. Se nós soubéssemos, como eles, alimentar sempre o fogo do amor de Deus, pelas orações e pelas boas obras, ele nunca se apagaria. Estamos na terra como num entreposto, só por um momentinho. O Bom Deus no colocou na terra para ver como vai a nossa conduta, e saber-se nós o amamos; mas ninguém fica na terra.


( São frases do Cura d'Ars )
Hoje é o dia de São João Maria Vianney (Cura d'Ars)
o patrono do clero.

Viva São João Maria Vianney!
Vivas! Vivas! Vivas!
São João Maria Vianney, Rogai por nós!