Sufrágio

10 de set de 2010

Protetor dos devotos das Santas Almas.

São Nicolau de Tolentino, advogado das almas do Purgatório.


São Nicolau de Tolentino é um dos Santos mais prodigiosos da Igreja. A vida deste grande taumaturgo é tecido de milagres e prodigios que raramente se encontram em outros santos da Igreja. O Papa Eugênio IV disse: " Não houve Santo desde o tempo dos Apóstolo que superasse a São Nicolau de Tolentino em número e grandeza de milagres". Dentre as obras de caridade do grande Santo, a principal era o socorro às almas do purgatório. Fez-se o Protetor do Purgatório e advogado das almas. É celebre o seguinte prodigio. Em um sabado, o Santo se encontrava na ermida de Valvamanente, junto da cidade de Pézaro, onde havia sido enviado para pregar uma missão. Havia orado muito e feito muitas penitência, maltratando o corpo inocente com duras disciplinas. Resolveu tomar uma hora de repouso sobre um leito duro. Mal havia começado a dormir, quando foi despertado por gemidos lancinantes e doridos como nunca ouvira iguais. Uma vos gemia:
-Irmão meu,Nicolau, homem de Deus, olha-me por favor, não me conheces?
-Dize-me quem és, diz o santo, eu quero ajudar-te.
Que posso fazer para te aliviar?
E uma sombra pálida se movia no ar.
-Ah Nicolau, eis aqui o teu caríssimo Irmão Frei Peregrino de Osino. Há muito tempo que estou atormentado nas chamas do Purgatório onde me encontro pela miseriórdia de Deus, devido aos teu grandes méritos, embora os meus pecados me tenham valido a condenação eterna. Si celebrares amanhã por mim o Santo Sacrifício da Missa, amanhã mesmo eu me livrarei.
Cheio de amargura, o coração de Nicolau parecia estar de dor. Viu que a obediência não lhe permitiria celebrar aquela Missa:
-Meu irmão, Jesus Cristo, por seu Preciosíssimo Sangue te seja propício, mas não posso te atender, pois sou obrigado pela obediência a celebrar esta semana toda nas intenções da comunidade.
- O venerável Padre, então, queira me acompanhar, já que os meus tormentos não te comovem para Santa Missa. Verás os sofrimentos das multidões de pobres almas que imploram teu sufrágio.
Em poucos instantes o Santo se viu levado ao alto de uma montanha banhada de luz e cheia de beleza, mas aos pés deste monte, num imenso vale,um espetáculo triste encheu de horror ao Santo. Multidões de almas se retorciam de dor num brazeiro imenso e gemiam de cortar o coração. Ao perceberem o Santo no alto da montanha, bradavam suplicantes, estendendo os braços e pedindo misericórdia e socorro. " Padre Nicolau, diz Frei Peregrino, tem piedade
destas pobres almas que imploram teu socorro. Si celebrares a Santa Missa por nós, quasi
todas seremos libertas de nossos dolorosos e horríveis tormentos".
Nicolau não poude se conter. como Moisés, passou a noite com os braços estendidos em cruz, implorando misericórdia. Depois, foi ter com o superior e contou a visão.
Obteve licença para celebrar a Santa Missa durante sete dias em seguidas pelas almas do Purgatório.
Frei Peregrino durante a Missa do Santo apareceu-lhe resplandescente de glória cercado de uma multidão de almas libertas do Purgatório que subiam ao céu. Desde então veiu a São Nicolau o título de Protetor das almas do Purgatório. Dai também a origem do piedoso costume de mandar celebrar sete Missas em sete dias consecutivos pelas almas dos defuntos queridos, pais, parentes, amigos, etc.
Invoquemos a São Nicolau de Tolentino na nossas devoção às santas almas do Purgatório. É um rico protetor dos devotos das santas almas.

O santo nasceu na Italía em 1245 dentro de uma de uma familia muito religiosa, seus pais, não podendo ter filhos e para conseguir do céu a graça de que lhe chegasse algum herdeiro, fizeram uma peregrinação ao Santuário de São Nicolau de Mira na cidade de Bari.
No ano seguinte, nasceu este menino e em agradecimento ao Santo que lhs tinha conseguido o presente do céu, puseram-lhe por nome Nicolau.
Com 20 anos , Nicolau ficou impressionado com a pregação de um monge eremita agostiniano. A parti disso acolheu o desafio da vida monástica como eremita.
Ordenado Sacerdote em 1270, foi visitar um convento de sua comunidade e lhe pareceu muito formoso e muito confortável e dispôs pedir que o deixassem ali, mas ao chegar à capela ouviu que lhe dizia. "A Tolentino, a Tolentino, ali perseverará" Comunicou esta notícia seus superiores, e a essa cidade o mandaram. Ao chegar a Tolentino se deu conta de que a cidade estava arruinada moralmente por uma espécie de guerra civil entre dois partidos políticos, o guelfos e os gibelinos, que se odiavam até a morte.
E se propôs dedicar-se a pregar como recomenda São Paulo: " Oportuna e inoportunamente".
E aos que não iam ao templo, pregava-lhes nas ruas.
São Nicolau percorria os bairros mais pobres da cidade consolando aos aflitos, levando os sacramentos aos moribundos, tratava de converter os pecadores, e levando a paz aos lares desunidos. Passava horas e horas no confessionário, absolvendo aos que se arrependia ao escutar seus sermões.
Morreu em 10 de setembro de 1305, e quarenta anos depois de sua morte foi encontrado seu corpo incorrupto.
Em 1446 foi canonizado pelo Papa Eugênio IV.

Hoje 10/09 dia de São Nicolau de Tolentino.

São Nicolau de Tolentino, rogai por nós!

Nenhum comentário:

Postar um comentário