Sufrágio

12 de out de 2011

Nossa Senhora Aparecida.

                                           


                                           Senhora Aparecida! excelsa Padroeira!
                                           Pérola única achada em água brasileira!

A excelsa Padroeira do Brasil.  Um antigo manuscrito que se guarda no arquivo da Basílica, assim nos descreve o encontro da Sagrada Imagem: " No ano de 1719 pouco mais ou menos, passando por esta vila de Guaratinguetá para as Minas o Governador delas e de S. Paulo, o conde de Assumar, Dom Pedro de Almeida, foram notificados pela Câmara os pescadores, para apresentarem todo o peixe que pudessem haver para o dito Governador. Entre muitos foram a pescar Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso, em suas canoas. E principiando a lançar suas redes no porto de José Correia Leite, continuaram até o porto de Itaguassú distante bastante, sem tirar peixe algum. Lançando João Alves a sua rede de arrasto neste porto tirou o Corpo da Senhora sem cabeça; e, lançando mais abaixo outra vez a rede, tirou a cabeça da mesma Senhora, não se sabendo nunca quem ali a lançara. Guardou o pescador esta imagem em um pano.  Continuando a pescaria e não tendo até então tomado peixe algum, dali por diante foi tão copiosa a pescaria em poucos lanços, que receosos os companheiros de naufragarem pelo muito peixe que tinham nas canoas, retiraram-se a suas vivendas, admirados deste sucesso. Felipe Pedroso conservou esta imagem seis anos em sua casa, perto de Lourenço de Sá; e passando para a ponte Alta, ali a conservou em sua casa nove anos. Passou depois a morar em Itaguassú, e ali deu a Imagem a seu filho Atanásio Pedroso, o qual fez um oratório e colocou a Senhora, em um altar de madeira onde todos os sábados se reunia a vizinhança a cantar o terço e mais devoções. Em uma dessas ocasiões se apagaram repentinamente duas velas que alumiavam Nossa Senhora estando a noite serena; e querendo logo Silvana da Rocha acender as luzes apagadas, também se viram elas acesas, sem intervir diligência alguma. Foi este o primeiro prodígio.... Casos semelhantes se deram repetidas vezes, de modo que a fama se foi dilatando e chegou ao conhecimento do então Vigário de Guaratinguetá, Padre José Alves de Vilela. Este e outros devotos lhe edificaram uma cabelinha e quando demolida esta, no lugar em que hoje está, construíram outra maior com fervor dos devotos, cujas esmolas a puseram no estado em que no presente está..... Os prodígios desta imagem foram autenticados por testemunhas"......
Com a crescente piedade e confiança dos fiéis, também a boníssima Virgem multiplicou os benefícios em favor de seus devotos. E assim aconteceu que o culto da SSma. Virgem sob o título de Nossa Senhora Aparecida se espalhou pouco a pouco por todo Brasil. Os Papas aumentaram a devoção local pela concessão de muitas indulgências plenárias.  O santo Padre Leão XIII deu licença para ser celebrar a festa da SSma. Virgem sob o título de Nossa Senhora Aparecida. Por ocasião do XXV. ano da definição do dogma da Imaculada Conceição no dia 8 de dezembro, por decreto do Capítulo da Venerável Basílica do Vaticano, colocou o Bispo de S. Paulo, presentes o Núncio Apostólico, muitos Senhores Bispos e uma imensa multidão do clero e povo, uma coroa de ouro na cabeça da Sagrada Imagem. O Santo Padre Pio XI. finalmente dignou-se aprovar o Oficio e a Missa próprios da mesma SSma. Virgem. 
No XXV. aniversário depois da solene coroação, vieram muitos Bispos de diferentes dioceses do Brasil à cidade de Aparecida e celebrou-se o jubileu na presença de numeroso clero e povo. Nessa ocasião exprimiu-se o desejo comum de que fosse declarada a Virgem da Aparecida, Padroeira principal de todo o Brasil. O Santo Padre Pio XI recebeu com benevolencia este pedido e no dia 16 de Julho de 1930, consultada a Sagr. Congregação dos Ritos, foi a SSma. Virgem sob o mencionado título, declarada Padroeira principal do Brasil. A Sagrada Imagem foi transportada com solene pompa e sob as palmas dos fiéis e chuvas de flores para a cidade do Rio de Janeiro e levada em procissão pelas ruas e praças da cidade.Um enorme multidão de clero e povo aplaudiu e acompanhou a imagem e perto de 40 Bispo e Prelados em suas vestes pontificais aumentaram o esplendor e alegria com sua presença. Numa imensa praça, na presença do Senhor Presidente da República, de muitos altos funcionários e militares, pronunciou o Senhor Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro, entre hinos e pregações, a formula da Consagração de todo o Brasil à Virgem Santíssima como sua Padroeira, e benzeu solenemente o povo delirante de alegria. Pouco depois, foi a Sagrada Imagem reconduzida à sua cidade e colocada na Basílica, de onde a Mãe de Deus continua a espalhar graças e bênçãos sobre seu filhos.





Nossa Senhora Aparecida Padroeira do Brasil, Rogai por nós e pelos falecidos!

Viva Nossa Senhora Aparecida!
Vivas! Vivas! Vivas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário